24/03/2009

Poemas que regurgitei no começo da adolescência

Fútil
O que sinto é ódio,
Raiva dos dias que vivo!

A dor dessa ferida,

Chega a ser tão boa,
Quanto a olhar-te, e não tocar.

E entediaste e fútil,
Acordar com tudo do jeito que já estava,

Ou até pior.

O silêncio do meu pensamento,

É vulnerável a qualquer ruindo.
Queria que fosse interronpido,
pelo teu gemido de prazer e dor.

...Te Quis...
Você apenas usou.
Não quis nem saber.
O que você plantou,
Deveria colher.
Tem muito carinho aqui
Onde você passou e plantou
Aquele que te quis
Que sempre te amou
E a tristeza que ficou
E tudo que era amor Sumiu, acabou.

Afago
O que eu desejo é teu beijo.
O beijo da morte que cala.
O beijo da morte que mata,
De prazer o meu desejo.
Que é apenas seu beijo,
Esse meu grande desejo.
E o teu beijo é o desejo,
Do prazer que cala,
A morte do meu desejo.

Busca
Nessa noite vou em busca do teu olhar
Saio distante não consigo encontrar.
Volto desesperado quando olho você do meu lado.
Não sei nem o que dizer...
Quero ficar com você!
Mas por favor,
não saia sem dar explicação!
Pois o que tenho é sentimento.
Que não gosta de solidão.
Por isso quero sua presença

Que é a minha conformação!

Tento não falhar
Tento não falhar ao te lado.
Tento não falhar,
mas sempre da tudo errado.
Eu tentei, mas agora nem isso eu sei
Belos sentimentos de um nobre coração.
O amo vem primeiro em seguida a perdição
Uma mente sã, não falha com eu falho.
Mas tudo que eu que eu quero dá errado
Tudo por que estou pensado no prazer
Tudo por que estou pensando em você
Saio na rua pelado desesperado
Saio na rua em busca do meu outro lado
Eu grito, eu choro, eu quero...
Você é a pessoa que espero!
Eu grito, eu choro, eu quero,
mas não é por você
E pelo meu prazer.
Eu sou assim, eu ajo assim
Desgarrado e você que se mal trata por eu não te querer.
Fala que canto muito mau, mas o que posso fazer,
Mostrar meu potencial!
Mas não to nem aí nem aí eu to pra querer ouvir!


Funcionar
A hipocrisia dessa vida, não me deixa funcionar.
As ganâncias dessa vida não me deixam respirar!

Um revoltado não fala nada em vão.

Tenho minhas idéias
, e não julguem meu nome vão!
Faça o que você quizer,
erre quantas vezes puder.
Continuo errando, mas o que posso fazer,
não erro por errar.
Erro nessa minha ânsia do prazer encontar.



João de todos
Mas o que acontece com a minha mente?
Aos meus amigos apresento-os, eu preciso.

Conscientizar e guiá-los a viajar

Oh! Meu amor, por onde passa fica paz e amor,
navegando eu vou, e guiado pelas ondas
e fungindo do
horror e da hipocresia,
que me sufoca nessa hora, que às vezes
apavora,
quero amanhã acorda e por várias milhas viajar com você,

Me levar por mim e me deliciar com você.

Eli
O papel branco
Branco o papel excitante
Excitante o papel elegante

Branco papel elegante
E sempre branco, o papel excitante.
Por mais que queime o papel de seda
Sempre sara aliviante.

Consciência
Com você me sinto segura, se você é,
Ilegal não me importa!

Gosto de você, na verdade acho que...

Amo você, algumas pessoas sentem,

Raiva de você, vocês podem até imaginar o porquê.
Rico em chame, te admiro gostoso, mas destruidor.
Olha gosto de você, mas não é quevai me levar!


Chão
Um dia ao cair no chão
Aquele sentimento bom e a emoção
Recebi um telefonema e não sabia

Que o silêncio era você na outra linha

Ao perceber a ilusão, comecei alimenta-la achando
que era paixão.
Achei que ia te-lo na mesma linha

E agora percebi que não-o tinha

A verdade é que por mais que eu esteja com alguém

Esse alguém parece ser ninguém.

A verdade é que eu sempre serei sozinha.

Que não vai ter ninguém na outra linha.


Sibarita ao menos uma vez
Quando vou beijar seus lábios?
Não sei, mas quando beija-lo,
Quero senti-lo profundamente,

Até sentir os seus desejos mais profundos.
Num instante,

Minh’ alma ira tomar conta de teu corpo,

Como ninguém conseguira te dar um êxtase tão viciante
Desejo-te tanto que já não sei mais,

Onde guardar tanto desejo

Desejo teu corpo, tua mente,
teu subconsciente

Mas tudo começa assim com sentimentos bons e ruins.

Quando menos perceber o carinho,
ao mesmo tempo ilusão, raiva,

Tudo ira virar lembrança,
espero que essa esperança,
que vai ficar na lembrança,

A ilusão, que você me faça a sentir-me sibarita ao menos uma vez


Proibido
O que fiz foi errado, gosta do dia quente num dia frio e molhado.
Às vezes te mato e adoto a solidão.

Sei que to errado em ficar na escuridão.

Gosto de odiar você,
de gostar de você.

Só posso dizer,
que o animal não é propriedade minha.

Esta no sepulcro da minha bomba circulatória de sangue.

E esses pobres neurônios que esperam o proibido,

Esperam a morte do inimigo, que está no poder.

Proibido gostar,
pensar ou olhar,
permanentemente gostar de você!


Epígono
A verdadeira rutilância de um ser simplório,
será ver futuramente seu epígonos a idolatrai-la ao seu redor.

Isso te fará um ser mais util ou talvez fútil.



Por que não!
Não me ame,
Por que nunca te amarei!

Não se iluda,
Por que nunca irei iludi-lo!
Não me perdoe,

Por que não irei perdoá-lo!

Não esqueça o que fez comigo,

Por que não esquecerei,
as sacanagens que fiz com vocês!


Somos um bando de abutres
Nesta terra miserável.
Que vive a vida na humilhação.

Que vive se humilhando por um reles perdão.

A sensação de ser banido é realmente inexplicável!

Inexplicável é o amor que agente tem e os odeia.

Que machuca e incendeia aqueles pobres corações!

Busca
Nessa noite vou em busca do teu olhar
Saio distante não consigo encontrar.

Volto desesperado quando olho você do meu lado.

Não sei nem o que dizer...

Quero ficar com você!

Mas por favor,
não saia sem dar explicação!

Pois o que tenho é sentimento.

Que não gosta de solidão.

Por isso quero você minha conformação!

Vou expandir
Vou dizer o que você não quer ouvir
Eu vou falar o que minha mente quer expandir

Tenho idéias que aqui vou deixar.

Deixarei o que muito vão criticar!

Vão criticar o meu jeito de pensar.

Vou falar o que preciso desabafar.

Se vocês gostarem,
nem aí eu to para o que falarem,

Não é maneira de se expressar,
mas a melhor pra iludir!

Vou cantar o que meus ouvidos querem ouvir.

Minha mente me induz a fala e magoar.

E é por isso que nesse estado você está!
Dizem que sou ovelha negra e desgarrada.

Mas desgarrado é você que está rebolado por eu te querer.


Grita e consome
Essa voz que grita teu nome, com ódio e dor,
O prazer de amar essa obsessão por ti.

Sendo que você não está nem aí.

O que meu olhar diz e o que você pensa e me diz.

Deseja-te, te devoram, te consome.
Mas depois tudo some apenas corroí consome.



Você
Achei que tudo era tristeza.
Que não existia beleza
E que era belo o triste,
Espírito que morava no meu coração

Veio e me mostrou,
fez sentir calor e emoção.

Esse homem me deixou louca, é você mesmo João!

Que trouxe alegria, abriu me coração.

Fez amar, sonhar e você amar.

Acreditar no amor seja ele como for!

Te amo e não nego você é que eu quero!

Não senti sua pele,
Nem abracei o seu corpo.
Muito menos o beijo, mas até já sei o gosto!
Adoro sonha acordada e viajar na imaginação

Por que tenho você em meu coração!

Quero te possuir e com você seguir no gozo da eternidade!

Seguindo nessa viajem de prazer e emoção!

Sinto agora que tenho sentimento onde pulsa um coração!


Onde está
Às vezes bate a solidão e não tem nada pra fazer
Uma tristeza sem motivo, que não da pra entender.

Não sabe o que pensar, muito menos cantar, parece que tudo que estava na memória sumiu.
Agora fico aqui pensando procurando o que fazer,
Não tem nada pra fazer lembrar,
minha memória foi embora.

Percebi que algo me faz lembrar que nesse momento escrevo me pensamento.

Esse momento faz lembrar que eu posso escrever esse momento achando que nada penso,
mas que na prática, não paro de pensar.


...Te quis...
Você apenas usou.
Não quis nem saber.
O que você plantou,

Deveria colher.

Tem muito carinho aqui

Onde você passou e plantou

Aquele que te quis
Que sempre te amou

E a tristeza que ficou

E tudo que era amor
Sumiu, acabou.

Pecado
Beijar é pecado?
Mostrar seus verdadeiros sentimentos é pecar?

Pois se isso é pecar sou uma grande pecadora!

Uma pecadora, em busca do grande causador do pecado de minha eternidade!

Se alguns pecam por prazer eu peco em busca do meu prazer!

E você peca?


Escritos no período de 2002 a 2004
Ana Cavalcante

2 comentários:

Sergio Luiz Falcetti disse...

tá lindo o blog filosofinha....como tudo que vc faz....saudades eternas de vc....bjossss

Danny Miranda disse...

muito bem passei por aqui e gostei do que vi
muito bom seu cantinho sou nova por aki e ja estou amando este mundo
enfim ate a proxima
beijox