25/06/2009


Conheça seu aliado

Um guerreiro senta-se ao redor da fogueira com seus amigos.

Passam horas acusando-se mutuamente, mas terminam a noite dormindo na mesma tenda, e esquecendo as ofensas que foram ditas.

De vez em quando, aparece um recém-chegado no grupo. Porque ainda não tem uma história em comum, mostra apenas suas qualidades, e alguns o enxergam como um mestre.

Mas o guerreiro da luz jamais o compara com seus velhos companheiros de batalha. O estrangeiro é bem-vindo, mas só confiará nele quando souber também os seus defeitos.

Um guerreiro da luz não entra numa batalha sem conhecer os limites de seu aliado.

Paulo Coelho

OBSERVAÇÕES DE ANA
Não sei pra quê tanto rodeio é tão simples dizer que as pessoas lhe reconhecerão pelas qualidades a qual você tem, mas lhe respeitarão muito mais, quando você deixar de ser egoista, sendo você como é naturalmente e de certo que naturalmente tem defeitos, pois é através dos seus defeitos e que você aperfeiçoa suas qualidades.
Um aliado lhe respeitará pelo que você é realmente, passar uma personalidade ilusória à alguém você não estará sendo que você é realmente então a pessoa estará gostando, admirando a ilusão a qual você a motivou a perceber algo chamativo em você, algo diferente a qual atraí a pessoa, ela estará aliando-se ao que você pôs a ela, se for sua ilusão de perfeição, realmente você quer ter uma aliado? A sua alienação ou a seu ser? Bem se for a sua alienação, parabéns você conseguiu, mostrou suas qualidades, quando a pessoa ver apenas as qualidades boas límpidas, ela o verá a pessoa mais perfeita que ela já conheceu, aí começa toda aquela viagem alienatória, fazendo com que você crie uma sombra viva em sua vida. Viva sempre no equilíbrio entre relidade e ilusão, se mostrar sua realidade, seu discípulo pode se tornar seu futuro inimigo, lhe superando e conhecendo suas fraquezas, mostra também os defeitos para que você se torne real na percepção daquele "discípulo", não se mostre por completo, mostre apenas o necessário para um discípulo se desenvolver o suficiente para que não necessite dos seus ensinametos e passe a ser arauto nas mensagens de moral e ética, para que exale boas energias e tente assim como seu mestre ver um mundo melhor.

Ana Cavalcante

Nenhum comentário: