15/09/2009

Simplesmente Ana

Postei um vídeozinho!

Adicionar vídeo

09/09/2009

Poema e Poesia

Poema: obra em verso em que há poesia
Poesia: Caráter do que emociona, toca a sensibilidade. Sugerir emoções por meio de uma linguagem.

"Se o poema é um objeto empírico e se a poesia é uma substância imaterial, é que o primeiro tem uma existência concreta e a segunda não. Ou seja: o poema, depois de criado, existe per si, em si mesmo, ao alcance de qualquer leitor, mas a poesia só existe em outro ser: primariamente, naqueles onde ela se encrava e se manifesta de modo originário, oferecendo-se à percepção objetiva de qualquer indivíduo; secundariamente, no espírito do indivíduo que a capta desses seres e tenta (ou não) objetivá-la num poema; terciariamente, no próprio poema resultante desse trabalho objetivador do indivíduo-poeta."

07/09/2009

Erótica


Vem e toca levemente,
cresce levemente.
Excita-se com uma rapidez!
Calma temos muito tempo,
pra desfrutar o nosso calor.
Ele chega calado,
sem precisar dizer nada,
encosta e eu já senti o seu desejo,
ardendo no seu peito,
entre suas pernas,
e no seu olhar.

É vício ou mal costume?
Não sei explicar, apenas sei,
que sou alvo dos seus desejos,
de sua imaginação.
E todos os dia é assim,
parecendo não saciar sua sede nunca.


Ana Cavalcante & R. Pereira



02/09/2009

O desequilíbrio do equilíbrio


Agora sim!
Sirva-me de todo seu calor,
sirva-me de todo seu despudor.
Agora sim!
Quero seu melhor,
quero também seu pior.
Agora sim!
Não tem mais razões,
não tem mais confusões.
Agora sim!
Quero te perder,
quero também te encontrar.
Agora sim!
Quero ver suas perdas,
quero ver seus ganhos.
Agora sim!
Posso ser seu lexotan,
posso sua adrenalina.
Agora sim!
Posso ser seu álcool,
posso ser sua glicose.
Agora sim!
Posso ser sua cama,
mais tarde a sepultura.
Agora sim!
Posso ser seu trauma,
posso ser seu tratamento.
Agora sim!
Posso ser seu tormento,
posso ser sua ternura.
Agora sim!
Posso ser sua loucura,
posso ser sua sanidade.
Agora sim!
Posso ser seu pesadelo,
posso ser seu sonho.
Agora sim!
Posso ser seu mito,
posso ser seu real.
Agora sim!
Posso ser seu fracasso,
posso ser sua vitória.
Agora sim!
Posso ser seu homem,
posso ser sua mulher.
Agora sim!
Venha o que vier,
posso ser tudo,
tudo o que você quiser!

Ana Cavalcante

Encontrei um escrito feito em 2007



Sou Ana e...

Não vou ser humilde em poupar elogios a mim claro, mais também não ocultarei os meus defeitos!
Sou chata eu sei, sou irônica e sarcásticas, sou boa e ruim, o positivo e o negativo, sou o bem e o mau, apesar de meu nome não ser único a mim, sou de personalidade única, quem me conhece a fundo, sabe e nunca esquece do tempo em que passei em suas vidas, pode ser de lembranças boas ou ruins, mas sei que deixei histórias, não falo pra agradar, falo o que penso e sinto, a respeito do que for discutido, a minha sinceridade as vezes irrita, encomoda, pois isso é uma das minhas composições que me diferencia dos outros seres, só faço o que me agrada, só me iludo quando quero, enfim ultimamente, a minha ilusão é por mim mesma, não procuro amigos, os que necessitam de uma palavra amiga, eu me disponho a ajudá-los, sou muito, também sou pouco, mais sei sou, sou um artista, sou poeta, digo até que sou, sonhado, cantando... Escrevo tudo no masculino pois sinto que há mais força e vigor, sou Ana Paula Rodrigues Cavalcante, nasci no interior, mas minha cabeça tem muitas idéias que vem do interior e posta através do exterior, as minhas formulações são geradas de formas diferentes, que as vezes agrada e também desagrada muita gente, sou impulsiva, zangada, alegre, sex, provocativa, depressiva, abusada, boazinha, prestativa, tudo depende do estado do meu ser, tenho minhas angústias, desilusões, que até me dão prazer, curso minha filosofia que tanto me dá prazer se é ilusão ou não, o que quero é descobrir o saber, pois sou amante, quente, por isso busco as minhas filosofias desenvolver. Quero sempre ver todos em paz com saúde e felizes, até mesmo os que detesto, quero ver todos de bem consigo mesmo e com o mundo, não façam o que não gostariam que fizessem com você!

QUERO O BEM DE TODOS, QUE TODOS AMEM INCONDICIONALMENTE A SI MESMO E O MUNDO, CULTIVEM PAZ, PRESERVEM A NATUREZA, TRATEM TODOS COM IGUALDADE, ISSO LHES FARÁ MUITO BEM!
SEJA VOCÊ MESMO INDEPENDENTE DOS QUE OS OUTROS VÃO ACHAR DE VOCÊ, AS PESSOAS TEM QUE GOSTAR OU ODIAR, AS VEZES ESSE ÓDIO NÃO É RUIM, INDEPENDENTE DE QUALQUER COISA, SEJA VOCÊ, SE AME, SE CONHEÇA, SEJA! AS SÃO COISAS TÃO CLARAS MAS A CLAREZA É TANTA, QUE AS PESSOAS SE IRRITAM COM A IMENSA CLARIDADE INDO SEMPRE PELA ESCURIDÃO, VAMOS VEJAM É SIMPLES, NÓS CONSEGUIREMOS VER AQUELA LUZ!

Publicar postagem
Ana Cavalcante 13/07/2007

01/09/2009

Declínio



Quanta insatisfação ao vê-lo assim de repente, me faz mal sentir sua presença. As náuseas, o desconforto espiritual, é irritante, e constantemente me sufoca. Quero que você não seja, que vá embora e não volte nunca mais! Vá pra bem longe, onde nem meus sonhos possam te alcançar. Queria que minha memória te esquecesse! Não gostaria que você morresse, mas preferiria que você nem tivesse nascido.
Ana Cavalcante