07/09/2009

Erótica


Vem e toca levemente,
cresce levemente.
Excita-se com uma rapidez!
Calma temos muito tempo,
pra desfrutar o nosso calor.
Ele chega calado,
sem precisar dizer nada,
encosta e eu já senti o seu desejo,
ardendo no seu peito,
entre suas pernas,
e no seu olhar.

É vício ou mal costume?
Não sei explicar, apenas sei,
que sou alvo dos seus desejos,
de sua imaginação.
E todos os dia é assim,
parecendo não saciar sua sede nunca.


Ana Cavalcante & R. Pereira



Nenhum comentário: