13/10/2009

Hoje


O dia é lento pela falta de ânimo,
o sono pesa sobre meu ser,
meus olhos ardem, querem fechar, 
infelizmente não posso.
Nos meus ombros o ardor do stress,
o peso pelo que fui,
porém busco contentamento pelo que sou,
sou melhor, do que fui, mas infeliz no que sou.
A certeza das minhas limitações,
a angústia da não saciação do que busco,
até porque as vezes a ansia,
é mais prazerosa que a realização.
Na espera me meu coração pulsa com força,
e essa força antecipa o prazer de ganhar,
a vitória conquistada, é apenas uma a mais,
logo vem outras ânsias e o simples desejo,
de outras consquistas buscar.
 Ana Cavalcante


Um comentário:

Mayara disse...

Como sempre muito forte com as palavras..
Amo ler as suas postagens...
Parabéns pela facilidade de lidar com as palavras.

Mayara