08/11/2010

Sei que...

Há certas pessoas que passam o tempo tentando fazer algo para prejudicar os outros, e esquecem ou não sabem que fazem isso pra si mesmo. Quem tenta a todo custo mostrar algo distorcido, mentiroso a respeito de outra pessoa, é por essa pessoa é forte e invejável, para o fraco que tenta derrotar alguém que nunca pensou em fazer algo de ruim para prejudicá-lo.

As pessoas esquecem quem lhes ajudou, de que lhe fez feliz, e acima de tudo de quem lhe deu forças, mesmo sabendo dos seus fracassos, apenas de não reconhecê-los, você quer poder, não conseguirá nunca querendo tirar poder de quem não se importa de que tamanho ele seja, e se é que ele tem tamanho, ou mesmo se é que se tem poder.

Carisma, alegria, caridade, justiça, honestidade, princípios... Se isso é ter poder então obrigado eu sou muito poderosa, quem me conhece sabe o que passei, conhece a companheira, a amiga, ou sei lá o que lhe fez sorrir, lhe foi sincera, e não julgava por suas ações, apenas ouvir, ria, e no mais lhe dizia que o caminho é outro quando se faz algo que lhe autodestruísse, e quando não ouvida, rude ao dizer: Eu avisei!

Não faço tipo “boazinha” sou justa e se magoou a quem amo, só terás o meu mais singular desprezo, um dia irá bater a minha porta e pedir perdão, acho melhor não perder seu tempo pois as portas estão fechadas para quem dei oportunidade de ser e agir com um ser humano melhor, se não quis engula todos os dias as lembranças boas que teve na minha presença e fique com indigestão do que você não pode ter mais.

Errei muito em abrir portas pra quem não mereceu entrar, errei e esses erros me causam raiva de mim mesma, felizmente consegui fechá-las a tempo. Não sinto pena desse tipo de gente, porque sentirei pena de quem não trepidou em querer me prejudicar, que foi às ruas falar mal de mim, risos é o que tenho a dizer a respeito desse povinho, que se acham no direito de falar de alguém, deviam mesmo em se preocupar com suas vidas, com suas doenças, pois só carregam desafetos por onde passam, posso ser popular mias sou de poucos amigos, pois não vale à pena abrir-me pra tanta gente que não merece minha alegria, minha atenção, muito menos o meu amor.

Quem leu e se achou atingido tenho certeza que fez algo negativo contra mim, mais não me importa por que sou feliz mesmo assim, adoro mostrar para essas pessoas que nunca foram coerentes no que dizem que sempre se contradisseram e que sintam, mais sintam mesmo muito a minha falta, eu fico feliz é com isso, tentaram me apunhalar mais só tentaram, cada dia a mais acho graça das tentativas frustradas, pois sou feliz independentemente de ações e resultados, sou feliz porque tenho tudo que sempre desejei e tenho outros desejos que não inclui vocês, e que to na luta e feliz por que como sempre digo todo esforço tem sua recompensa, e para o que desejo, e o que busco não a necessidade de passar por cima ou denegrir ninguém, consigo por que tenho força de vontade e um companheiro ideal para que tudo que buscamos e conseguimos.

Tem gente que tenta me intitular de algo mais não há palavras pra definir minha persona eu mesma passo a me surpreender comigo todos os dias e me torno mais consciente a cada descoberta e assim vou levando minha vida simples cheia de coisas boas e com carinho a quem merece todos os meus sentimentos.

09/11/2010

Ana Cavalcante

Nenhum comentário: