06/12/2010

Gratidão

Obriga por ter me desprezado, por todo o sofrer e desilusão que me causou, obrigado porque graças a desgraças que tu me deste, hoje tenho mais amor do que você seria capaz de doar-me.

Alguns têm o dom de pisar, e outros de agarrar e por nada soltar aquilo que lhe faz bem, não me considero a melhor, mas a vida me deu sabedoria para tentar fazer sempre conscientemente o melhor não a mim, e sim ao próximo, se penso apenas em mim, o egoísmo me deixa infeliz, mais se causo bem, o bem eu sempre receberei, e para quem tenta atrapalhar minha felicidade, se torna mais infeliz do que já é, pois está dando maldade se recebe maldades bem mais do que foi capaz de dar, te sufocando nesse mar de solidão e amarguras.

Aprendi que não podemos corrigir certos erros, mais esse erros são os que nos leva aos acertos, e que perdão não é válido da boca pra fora, e que desprezo é melhor do que falsos perdões, a distância é o melhor remédio para não causar sentimentos ruins, não faço tipos de boazinha que perdoa para depois crucificar, se me magoou e não pediu perdão pela fraqueza e falta de personalidade, nada posso fazer, apenas não tenho o cinismo de cumprimentar como se nada tivesse acontecido, me coração não fica a vontade e por isso prefiro distância desse tipo de gente, comigo sempre assim ser sempre sincero mesmo que magoe, com o tempo a pessoa passa a entender os porquês das “grosserias”, e vai dar razão ao que foi ouvido ou aconselhado, eu errei muito não nego, ainda erro isso faz parte do ciclo em que vivemos, mais sempre fui sincera mesmo magoando e descobrindo coisas novas, sentimentos novos, descobrindo nossos verdadeiros amigos, estou sempre disposta a aconselhar, a mostrar o caminho mais límpido, honesto a seguir, a viver em harmonia, sou sempre sincera ao ouvir e falar o que penso a respeito seja o que for. Sei que isso não agrada a todos e por isso mesmo que não gasto minha saliva com qualquer um, nem todos estou preparados pra ouvir o que não se quer ouvir, só que ouvir mentiras e ilusões, então nesse papo é melhor nem entrar, para não decepcionar os iludidos e pra não atrapalhar meu raciocínio.


Ana Cavalcante

06/12/2010

Nenhum comentário: